[Brasil] Cartazes. Semana de agitação pelos Anarquistas Presxs. Porto Alegre.

Recebido em 29.08.2020:

Porque vivemos na contradição de perder a liberdade lutando por ela Cartazes. Semana de agitação pelos Anarquistas Presxs. Porto Alegre.

“Um escravo pode se transformar num rebelde, um só homem, uma só mulher, podem se transformar num incêndio devastador da ordem que se deseja abater, que é a civilização, a qual dia a dia destrói tudo aquilo pelo que vale a pena viver.”
Alfredo Cóspito (palavras no cartaz pela semana de agitação pelxs anarquistas presxs).

Diante do inimigo, no nosso dia a dia, no nosso agir solidário, na construção de nossas cumplicidades e afinidades, na escolha entre gritar “morte ao estado e que viva a anarquia” e calar… vamos marcando nosso passo pelo mundo. Somos o peso de nossas decisões, e vivemos na contradição de perder a liberdade lutando por ela.

Cada companheiro e companheira sobre quem cai uma condenação e não se rende nem recua, marca no seu passo pelas prisões a determinação anárquica e a luta cotidiana de se manter dignos diante do inimigo. Fora, xs anarquistas não deixam nenhum guerreiro só. Nessa interação que pretende quebrar o isolamento carcerário, recuperamos algumas das
palavras dos próprios companheiros para fazê-las ecoar nas ruas.

Na tirania do encerro globalizado,  a rua é um dos espaços onde o conflito permanece, onde as regras são quebradas, onde o ataque acontece, onde as revoltas são possíveis… Eis a importância de invadir seus muros com as palavras daqueles que lutam contra toda forma de dominação, com elas abrimos as portas para sair do encerro mental
acurralado na lógica estatal e no consolo virtual, formas de poder engrenadas entre sim.

A Semana de Agitação pelos Anarquistas Presxs, inaugurada na década de 1920, nas agitações mundiais contra o assassinato de Sacco e Vanzetti, é o momento da vigência da solidariedade combativa: Através de diversos acenos que piscam em vários lugares, reafirmamos nossa cumplicidade na conspiração anárquica contra a dominação, nossa mão terna para os compas e o punho fechado para os inimigos.

Semana de Agitação pelos Anarquistas Presxs 2020

Palavras dos compas nos cartazes:

“O dia que não exista um só indivíduo (e não falo de lendas místicas) capaz de resistir a mega-máquina autoritária, a liberdade de todxs haverá morto… Somente seremos apêndices de um sistema que gera apenas alienação perturbada.”
Gabriel Pombo Da Silva.

“Sabemos que a simples existência do Estado nos localiza em uma situação de opressão, situação que é necessário combater e atacar se se têm por horizonte a liberdade. Não pode ser de outro modo. E é nessa opção de atacar onde vamos encontrando verdadeiros momentos de liberdade”
Francisco Solar

“É inegável que cada experiência de procura da liberdade vale a pena. Se fazer cargo da própria existência com todas suas  vitórias, derrotas, alegrias e penas, é a experiência impagável que aquele que vive submetido nunca poderá conhecer. Não se trata de se perguntar se valeu a pena tentar fugir, pensar assim me condenaria a ser um eterno perdedor. O primeiro passo de toda ação é o mais valioso, aquele que sempre será
um ganho.”
Joaquín Garcia.

“A dor é momentânea, o orgulho é para sempre”
Mônica Caballero

“Um escravo pode se transformar num rebelde, um só homem, uma só mulher, podem se transformar num incêndio devastador da ordem que se deseja abater, que é a civilização, a qual dia a dia destrói tudo aquilo pelo que vale a pena viver.”
Alfredo Cóspito

This entry was posted in General and tagged , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.